Oceanário de Lisboa

É o segundo maior aquário da Europa, depois do L’Oceanogràfic em Valencia. O seu edifício e um dos que mais chamam a atenção no Parque das Nações. Encontra-se a “flutuar” na água, e pode ser acedido por uma plataforma. Durante a Expo era chamado de Pavilhão dos Oceanos, e era uma das atracções mais populares.

O Oceanário de Lisboa é um dos maiores do mundo. Desenhado pelo arquitecto Americano Peter Chermeyeff, ergue-se sobre o rio e acessível por uma ponte pedestre.
É uma experiencia de mergulho no fundo do mar sem correr qualquer risco, com cerca de 25000 peixes, aves aquáticas e mamíferos num tanque centrar que é do tamanho de 4 piscinas Olímpicas.
Visitantes podem ver a partir de diferentes níveis para ver melhor várias criaturas, incluindo diferentes espécies de tubarões..

Mas é o design e não o seu tamanho que o tornam impressionante.
É o primeiro aquário de sempre a incorporar habitats de oceanos num único local, com recreações impressionantes de vários ecossistemas de oceanos. O tanque Antárctico contem pinguins e o tanque Pacifico contem lontras a brincar em piscinas naturais.

Eles estão todos separados do tanque principal por paredes de acrílico invisível, dando a impressão que todas as criaturas estão a nadar no mesmo local.
Existem também displays high-tech multilingues interactivos a explicar o desenvolvimento da vida oceânica.
O Oceanário de Lisboa tem dois andares, e tudo roda o enorme aquário central. Se seguir por uma ordem especifica vai ver espécies marinhas de diferentes oceanos. No andar superior vai ver animais de superfície e plantas, enquanto que no andar inferior vai encontrar muitas espécies marinhas das profundidades.
O aquário central é provavelmente o que mais chama a atenção no Oceanário, visto que aqui existem centenas de espécies a viver juntas, tubarões, raias e peixes tropicais são alguns dos habitantes. A exibição temporária “Florestas debaixo de água por Takashi Amano” no Oceanário de Lisboa exibe florestas tropicais dentro de um magnifico aquário.
Florestas tropicais estão entre os mais ricos e diversificados habitats no Planeta. Apesar de ocuparem menos de 6% da superfície da Terra, estas florestas intocadas, apesar de remotas, são casa de mais de metade das espécies que se pode encontrar no Planeta. Ainda assim, as florestas tropicais estão listadas como os habitats mais em perigo, apesar da sua enorme importância.
Visitantes vão sentir os seus sentidos estimulados pelos cheiros e sons da floresta e sentirem-se profundamente emocionados pela autêntica jóia criada por Takashi Amano e a peça musical criada pelo musico e compositor Rodrigo Leão. Desafiado a criar o maior “aquário natural ” do mundo, Takashi Amano, o mais famoso “aquascaper” no mundo, criou a peça central nesta exibição, um aquário de 40 metros de distância contento 160 mil litros de água.
Image
Sobre Takashi Amano (1954-2015)
Um fotografo de paisagem, Takashi Amano viajou pelas florestas do mundo, capturando a natureza harmoniosa de paisagens intactas. Takashi Amano tornou-se o mestre internacional de aquários de água doce com os seus aquários conhecidos como “Aquários Naturais”. Combinando técnicas Japonesas de jardinagem com o conceito de wabi sabi, as suas peças de recreação naturais notáveis, exaltando a sua simples e imperfeita beleza. Takashi Amano acreditava que observar a natureza de perto iria possibilitar-nos a melhor entender o nosso mundo e a preserva-lo.
Image
Factos e Figuras Relevantes

  • Aquário em forma de U com um volume de 160 metros cúbicos. 40 metros por 2.5 metros e profundidade de 1.45 metros.
  • O Aquário tem 12 toneladas de areia, 25 toneladas de rocha vulcânica e 78 troncos de árvore.
  • Mais de 10000 peixes tropicais de água doce de 40 espécies diferentes.
  • 46 espécies de plantas aquáticas.
  • O maior “Aquário Natural” do mundo, criado por Takashi Amano.
  • Primeira vez que um aquário criado por um artista é exibido no Aquário de Lisboa.
  • 1.5 milhões de visitantes esperados de 30 meses.

Admissão:
Adultos – 17€
Crianças – 11€
Famílias – 44€ (2 adultos + 2 crianças de até 12 anos, crianças extra 5,50€)
Horas de Abertura
Aberto das 10 as 19 horas (última entrada às 18 horas)
(Horário de Verão: Aberto das 10 as 19 horas a partir de 27 de Março)
Como lá chegar:
Autocarros (Carris)
Paragem mais próxima: Estação do Oriente
5, 25, 28, 44, 708, 750, 759, 782, 794
Metropolitano
Linha Vermelha – Estação do Oriente
Se quer visitar o Oceanário de Lisboa RESERVE a Tour Privada de Lisboa aqui.

Share

Oceanário de Lisboa