José Maria da Fonseca

José Maria da Fonseca é um negócio de família com quase dois séculos de história. Um que tem sabido como estar actualizado sem nunca deixar para trás o seu passado. Tem produzido vinhos desde 1834, resultando da paixão partilhada de uma família que tem sabido como preservar e projectar a memória e prestigio do seu fundador. Bem ciente da responsabilidade de ser o mais antigo produtor de vinho de mesa e Moscatel de Setúbal em Portugal. José Maria da Fonseca segue uma filosofia de permanente desenvolvimento, constantemente investindo em pesquisa e produção. A empresa tem uma das maiores colecções de ampelografia do mundo. Isto significa que tem e desenvolve mais de 560 tipos diferentes de variedades de plantações, representando um verdadeiramente vivo e crescente museu do vinho. Todo este potencial crescimento vincula tem criado desenvolvimento de produtos únicos no mercado.
A visita à Casa Museu começa com uma breve explicação da história da empresa, seguida de uma tour de antigas adegas: Adega da Mata e Adega dos Teares Novos, onde vinhos como a Periquita amadurecem, e a Adega dos Teares Velhos, onde antigos Moscateis de Setúbal reposam, sendo alguns deles autênticas relíquias com mais de 100 anos. no final da tour, o visitante pode provar alguns dos vinhos produzidos por José Maria da Fonseca.

Horário de Funcionamento.

Todos os dias  das 12:00 às 00:00
Verão
1 de Julho a Setembro
Todos os dias das 18:00 às 00:00

Como lá chegar
De Autocarro, a partir de Lisboa
Apanhe o Autocarro para Setúbal na Praça de Espanha. Saia em Vila Nogueira de Azeitão. A Casa Museu e Loja estão a 50 metros de distância.

De Comboio, a partir de Lisboa
1. Apanhe o comboio (Fertagus) para Setúbal a partir de uma das seguintes estações: Roma-Areeiro, Entrecampos, Sete Rios, Campolide.
2. Saia na estação de Coina e apanhe o Autocarro (Sulfertagus) para Vila Nogueira de Azeitão. A Casa Museu e Loja estão a 50 metros de distância do terminal do Autocarro..

Se quer visitar José Maria da Fonseca RESERVE a Excursão Vinicola da Arrábida aqui.

Share

José Maria da Fonseca